terça-feira, 22 de dezembro de 2009

NOSSA CASA, JARDIM DE FELICIDADE ! ! !


DEPOIS DA CINCO

“ O Lar é um Oásis para quem enfrenta a sequidão espiritual do mundo, e deve ser um lugar de apoio, mais do que de cobrança; um lugar de compreensão, mais do que de critica; um lugar de alivio das tensões, mais do que de culpa “

Vivemos sob a pressão do URGENTE.
As coisas urgentes estão ocupando o primeiro lugar das coisas IMPORTANTES.
Nossa agenda anda cada vez mais congestionada, e o nosso coração, cada vez mais vazio.
As coisas estão ocupando o lugar das pessoas.
O TER está se tornando mais importante do que o SER.
As pessoas estão sendo valorizadas pelo que tem, e não pelo que são.
Muitas estão buscando o sucesso financeiro, mas sofrendo perdas irreparáveis nos relacionamentos familiares.
Na verdade, nenhum sucesso compensa o fracasso da família.
Ela deve ter prioridades em nossa vida, em nossa agenda e em nosso tempo.
Se quisermos construir pilares de uma família FELIZ precisamos investir em construção de relacionamentos saudáveis e profundos.
Se quisermos pavimentar a estrada da boa comunicação, precisamos criar espaço e encontrar tempo para cultivar a amizade dentro do lar.
O lar precisa ser um canteiro fértil, onde as sementes das virtudes sejam cultivadas.
O titulo acima “ Depois da Cinco “ fala do retorno das pessoas para o abrigo do lar depois das lidas do dia.
Mas o que significa este lar para onde as pessoas deveriam ter pressa de voltar .

1. O Lar deve ser um OÁSIS no deserto :
O lar deve ser um lugar de refrigerio, descanso, abrigo e deleite, onde os membros da família encontram alivio para sua tensões, balsamo para suas feridas, tonico para suas enfermidades, terapia para seus conflitos.
Como o Oásis, o lar deve ser um lugar de vida, mesmo que a morte espreite ao redor.
Como o oásis, o lar deve ser um lugar onde as esperanças e as forças renovam-se depois da caminhada cansativa pelas areias escaldantes do deserto.
Como o oásis, o lar deve ser um lugar de encontro para a revitalização das forças e o abastecimento para novas jornadas.
Como o oásis, o lar deve ser um sinal de esperança para os que se encontram perdidos numa jornada sem rumo nos desertos da vida.
O lar deve ser um lugar de apoio, mais do que de cobrança, um lugar de compreensão, mais do que de critica, um lugar de alivio das tensões, mais do que de culpa.
O lar deve ser uma fonte de águas límpidas e sombras restauradoras para onde correm todos os membros da família, a fim de serem dessedentados.

2.
O Lar deve ser um centro de convivência intensiva :
A solidão é a marca registrada da sociedade moderna.
O lar está se transformando num albergue, onde as pessoas recolhem-se à noite, mas onde elas não são intimas.
Os membros da família vivem debaixo do mesmo teto, mas não tem tempo para conversar, nem para cultivar a amizade.
Cada um vive dentro do seu próprio mundo.
Os filhos isolam-se da família e se abrem para um novo mundo virtual, cultivando apenas relacionamentos virtuais.
Os pais muitas vezes, atarefados demais em suas atividades chegam em casa cansados, sem nenhuma disposição para ouvir os filhos e construir pontes de amizade com eles.
A cada dia aumenta o fosso que os separa.
Em vez de construir pontes de contato, a família moderna está erguendo muros mais altos de separação.
É primordial reverter esse quadro.
A família deve ser um centro de convivência intensiva.
A refeição em conjunto é uma necessidade fundamental.
O dialogo ao redor da mesa é uma pratica que precisa ser restaurada.
A televisão não pode substituir o dialogo ao redor da mesa de jantar.
A Internet não pode isolar os membros da família a ponte de eles não terem tempo para conversar, rir, brincar e partilhar suas alegrias e tristezas.
A amizade real e familiar é mais importante do que a amizade virtual.

3. O Lar deve ser um centro terapêutico :
As pressões da vida moderna são avassaladoras.
Não poucos são aqueles que vivem com a alma ferida e machucada pelas circunstancias adversas da vida ou pelas injustiças clamorosas.
Há aqueles que carregam no peito a dor da ingratidão, da traição e do desafeto.
Há pessoas que nos fazem sofrer mais do que as circunstancias.
Os relacionamentos estão se tornando cada vez mais egoístas e adoecidos.
Como conseqüência, há muitas pessoas emocionalmente deprimidas e doentes dentro da família, precisando de cura e perdão.
O lar deve ser este centro mais importante de terapia para a alma e para as emoções, onde cada pessoa encontre apoio, valorização, apreciação e estimulo.
O lar é onde devemos ser amados, não pelo que temos, mas pelo que somos.
O lar é onde devemos ser aceitos não por nossa perfomance, nossa cultura, nossas realizações ou nossos títulos, mas pela nossa dignidade.
O lar deve ser a nossa cidade-refugio, onde os nossos inimigos e acusadores não encontram guarida.
O lar deve ser o ambiente propicio para abrirmos o coração sem censura ou rejeição.
O lar deve ser a sala de terapia, onde os nossos traumas sejam tratados com amor, nossas feridas sejam cuidadas com ternura e nossas fraquezas sejam vistas com misericórdia.
O lar deve ser um ninho cálido de amor, onde os cônjuges busquem meios e formas de promover a felicidades um do outro e onde os filhos encontram coerência, transparência e segurança para um relacionamento saudável, construtivo e terapêutico.
O dialogo ao redor da mesa, é uma pratica que precisa ser restaurada.
A televisão e a Internet não podem isolar os membros da família.

4. O Lar deve ser um parque de lazer :
A rotina da vida já é, por si só, muito desgastante.
A formalidade, via de regra, toma conta da agenda da maioria de nós.
Precisamos, ao voltar para casa encontrar espaço para relaxar, para descontrair, para brincar, para rir e para entrar num clima de informalidade.
Vivem mais e melhor aqueles que tem tempo para o lazer.
O descanso é um principio de Deus para os seus filhos.
Trabalha com mais eficácia aquele que observa o preceito do descanso estabelecido por Deus.
Os membros da família precisam ser criativos para fazer do lar um parque de lazer e um lugar gostoso de descanso e recreação.

5. O Lar deve ser um santuário de adoração a Deus :
A maior necessidade da família é a presença de Deus.
Uma família pode ter dinheiro, conforto, saúde e amigos, mas se Deus não for o seu centro, nada disso preenchera o seu vazio.
O lar deve ser um lugar de adoração a Deus, onde todos os membros da família possam estudar a Palavra e orar ao Senhor.
O culto domestico deve ser um elo de união entre os membros da família.
O fogo no altar da adoração familiar jamais pode apagar-se.
O lar deve ser uma igreja vida dedicada ao Deus vivo.
Deus deve ser o fundamento e o edificador da família.
A maioria das famílias afirmam crer em Deus, mas muito possivelmente a maioria vive como se Deus não existisse.
Precisamos de lares comprometidos com Deus e com a sua Palavra.
Precisamos de lares que obedeçam às Escrituras e vivam de acordo com os preceitos da Palavra de Deus.
O lar deve ser uma ante-sala do céu, e não uma arena de brigas, um santuário de louvor a Deus, e não uma sinagoga de Satanas, o Santo dos Santos, onde a gloria de Deus resplandece, e não o porão do mundo, onde todas as sujidades do pecado são entulhadas.

Como você está edificando a sua casa ?
Qual é o investimento que você tem feito em seu lar ?
Que avaliações você faz de si e de sua contribuição para que a sua família viva dentro dos padrões de Deus ?
Você está pronto para usar com mais sabedoria seu tempo com sua família?
Muita coisa pode ser feita para que sua família seja MELHOR !

Todo bem Procede de Deus
” Se o Senhor não EDIFICAR a casa, em vão trabalham os que a edificam, se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela “
Salmo 127:1

No Amor de Jesus,
Pr. Humberto e Pra. Raquel

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget