quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

E NÃO VOS CONFORMEIS . . .

“ E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente . . “
Romanos 12:2ª

Vivemos dias maravilhosos, de grandes conquistas e avanços em todas as áreas, porém dias difíceis, de grande confusão de valores, onde o TER é mais importante que o Ser.
A industria precisa produzir e vender cada vez mais, os comerciantes também, e por isso um bombardeio de marketing é colocado no ar para nos convencer de que precisamos comprar, consumir, etc.
Isso aumenta e muito em dezembro, quando nos aproximamos do Natal, data em que o mundo diz que comemora o nascimento de Jesus, mas que leva o povo a comprar, consumir, comer muito, beber muito, . . . e sofrer muitas dores.
Uns sofrem dores da falta de poder acompanhar o ritmo dos demais, outros sofrem pelos excessos que provocam dores e morte.
Coitado dos pais que rebolam, correm, abrem mão até de si mesmos para acompanhar o sistema onde os filhos são cada vez mais exigentes quanto aos presentes que querem, até os pequeninos.
No entanto olhando para o texto acima, onde o Apostolo Paulo escrevendo aos Romanos da um ALERTA, não temos, não podemos, não precisamos nos conformar com o sistema desse mundo.
Diante disso que compartilhar aos pais que o maior e melhor presente que podemos dar aos nossos filhos não estão a venda em nenhuma loja, em nenhum hipermercado, em nenhuma religião ou igreja, pois se encontra na Palavra de Deus, a Biblia, veja :

“ E vós pais, não provoqueis à ira a vossos filhos, mas criai-os na disciplina e na instrução do Senhor “ Efesios 6:4

Neste texto o apostolo Paulo resume o padrão de Deus, para os pais em três mandamentos básicos : AMAR, ENSINAR e DISCIPLINAR.
Deus é pai e trata seus filhos com esse modelo.

AMAR
Deus primeiro nos amou.
Por intermédio de seu filho, Jesus Cristo, Deus mostrou ao mundo o grande amor que sente por nós ( João 3:16 ).
Amor implica em aceitação e tempo.
Deus nos aceita como somos.
O nosso grande problemas como pais é não aceitarmos nossos filhos como eles são.
Muitas vezes, sem falarmos, demonstramos por nossas atitudes, o desejo de que gostaríamos que fossem diferentes.
Quando isso acontece, nossos filhos se sentem rejeitados, pois sabem que não estão produzindo o suficiente para nos agradar.
E isso gera em nossos filhos um sentimento de baixa estima.
Os nossos filhos precisam saber que o nosso amor por eles independe do que fazem.
Precisam saber que os amamos porque existem e por aquilo que representam para a nossa vida.
Outro aspecto importante é que amar envolve tempo.
De Deus temos tempo para todas as coisas.
O Senhor nos dá atenção completa para que possamos receber cuidado, apreciação e afeto.
E é justamente dessa forma que devemos proceder com os nossos filhos.
Presenteamos nossos filhos achando que assim, iremos satisfaze-los, quando na verdade, o que esperam de nós é uma atenção intensa e exclusiva.
Sentem-se melhor, produzem melhor e comportam-se melhor quando lhes damos a atenção de que tanto necessitam.

As coisas Urgentes tomam o Lugar das Importantes !
Não podemos fazer duas coisas ao mesmo tempo, por isso precisamos determinar nossas prioridades, estabelecer alvos, planejar o nosso tempo e colocar tudo em pratica.
Cada fase na educação dos nossos filhos exige tempo.
A criança exige todo o tempo dos pais: nos brinquedos, nos passeios, no cuidado pessoal, na higiene, etc.
O adolescente exige parte do tempo dos pais para: conversar, falar dos estudos, dos amigos e dos alvos para o futuro.
O jovem exige menos tempo, porém precisa dos pais para ajuda-lo na escolha da profissão, do casamento, da vida.
Não me refiro a um amor superprotetor ou agoista, que impede o crescimento e a maturidade emocional dos filhos, mas, entendendo que os nossos filhos pertencem ao Senhor, e como pais, jamais podemos dizer que somos donos de nossos filhos, somos despenseiros dos bens que Deus nos confia.

ENSINAR
“ Recebemos do Senhor o conhecimento da sua vontade “
Colossenses 1:9

Ensinar significa instruir, habilitar, transmitir conhecimento, treinar.
E treinar é mandar o aprendiz fazer aquilo para o qual esta sendo treinado.
Os treinadores não perguntam aos atletas se querem treinar, antes, manda-os treinar.
Treinar leva tempo.
E os resultados não são alcançados tão rapidamente.
No texto de Efesios 6:4 há quem são dirigidas as palavras de instrução ?
O pai e mãe são responsáveis pela educação dos filhos.
Marido e mulher precisam conversar para que juntos estabeleçam as diretrizes que devem seguir quanto aos cuidados dos filhos.
O pai precisa estar ciente de que a sua participação na formação do filho é fundamental.
É importante que o filho tenha seu tempo e atenção.
Por exemplo: um pai que não participa da troca de uma fralda dos filhos, não participara mais tarde de sua formação e interesses.

O que deve fazer o pai ?
O ensino dos filhos começa quando nascem.
Os nossos filhos tem necessidades espirituais, e é nossa obrigação ensina-los sobre Deus e a sua Palavra.
Tem necessidades físicas e cabe aos pais a responsabilidade de prover o melhor que puderem para os filhos.
Tem necessidades emocionais, portanto precisam saber que são amados pelos pais.
Por isso a separação de um casal é uma tragédia para os filhos, porque tira a base sobre a qual repousa o equilíbrio emocional da criança.
Lembrem-se, pais, todo e qualquer ensino implica no estabelecimento de algumas regras.

DISCIPLINAR
Deus corrige o filho a quem ama e o faz por amor.
A disciplina é fruto do amor de Deus por nós e visa o nosso aperfeiçoamento.
Não há nada mais triste do que ver crianças, não controladas por seus pais, agindo como se fossem pequenos ditadores, dando ordens, inclusive aos próprios pais.

A disciplina externa deve ser aplicada para a obtenção do controle interno (Pv 25:28 ).

Por que disciplinamos os nossos filhos ?
Existem muitos motivos, mas abordarei apenas cinco, os quais considero importantes :
1. Dá sabedoria aos filhos – Pv 29:15
2. Afasta o filho do inferno – Pv 23:14
3. Evita que o filho envergonhe a mãe – Pv 29:15
4. Instrui o filho – Pv 1:8-9
5. Alegra o coração dos pais – Pv 27:11

Embora gerar e criar filhos faça parte da experiência humana, a metodologia de educação mais completa é a metodologia Biblica.
Os pais são responsáveis diante de Deus no desempenho de sua missão junto aos filhos, no bem estar deles.
O nosso fracasso em AMAR, INSTRUIR e DISCIPLINAR os nossos filhos criará neles uma fé débil e defeituosa.
Todos desejamos fazer o melhor por nossos filhos porque os amamos e por serem uma dádiva de Deus para as nossas vidas.

Pais vamos presentear neste natal nossos filhos com o maior e melhor presente, a nossa presença real nas vidas deles.

No Amor de Jesus,

Pr. Humberto Freire



Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget