sexta-feira, 24 de julho de 2009

OS NOSSOS ENGANOS


“O sacrifício dos perversos é abominável ao Senhor, mas a oração dos retos é o seu contentamento” (Pv 15:8).À primeira vista, lendo o texto acima, a tendência é pensar no perverso como um incrédulo, não é verdade? Meditando neste texto, o Senhor me levou a olhar por um outro ângulo: um dos significados de perversão é “alteração ou corrupção”.

Assim sendo, todas as vezes que meu coração se deixa corromper pelo engano ou altera um projeto do Senhor, estou sendo perverso, e o versículo se aplica a mim também, mesmo sendo crente.Pensei nas muitas vezes em que pus uma vírgula onde o Senhor colocou um ponto final, nas outras tantas em que sacrifiquei literalmente meu tempo, achando que agradava a Deus, sem que Ele tivesse sequer sugerido que o fizesse.

Lembrei-me das conseqüências desastrosas para minha família, para o relacionamento com meus irmãos, para o meu corpo, minha mente e meu espírito.Quantas vezes nos envolvemos em um ativismo desenfreado? Isto é um mal comum em nosso século! Vivemos em ritmo acelerado para tantas atividades, menos para o que é essencial, que é o nosso relacionamento com Deus, com nossas próprias questões e com o nosso próximo.

Nosso Amado é puro relacionamento, sendo três em um só – Pai, Filho e Espírito Santo. Poderíamos ser diferentes dAquele que é o modelo a ser seguido? O desvio da prioridade estabelecida por Deus advém de nosso afastamento do relacionamento com Ele, quando o foco deixa de ser o Senhor, deixa de ser Suas mãos indicando os caminhos e os tempos e passa a ser a satisfação de nosso próprio coração.

Engraçado é que podemos até estar apaixonados pelo projeto estabelecido por Deus, desejosos de acertar e agradá-lO. Porém, o Senhor quer que sejamos apaixonados por Ele, almejando estar em Sua presença, ouvir Sua voz e descansar em Seus braços de amor. Afinal, se vivemos para Ele, dependemos de Seu mover – é perversão tomar Sua frente, colocando maior peso na fé em nosso próprio braço.

Portanto, amados, tomemos posição de submissão incondicional e irrestrita ao Senhor! Que este ano seja marcado por uma jornada cheia de aventuras sobrenaturais na dependência dEle! Que mortifiquemos nosso coração perverso e invistamos tempo na oração e comunhão com o Senhor de nossas vidas. Creio que pouparemos tempo, esforços desnecessários e sacrifícios infrutíferos.

Que a voz do Senhor silencie nossas vozes interiores e nos faça mover no ritmo e na direção do Pai!“Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas” (Rm 11:36).

Pense nisso.

Pr. Humberto Freire

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget