sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

O SENHOR É FIEL

Mas fiel é o Senhor, que vos confortará e guardará do maligno
2 Ts 3:3

Guarde em seu coração que o Senhor é fiel, pois sempre cumpre o que promete. Ainda que pareça impossível, quem confiar verá que Ele honra o que os Seus lábios prometeram.
Além disso, Ele conforta os abatidos, levantando-os, cura os enfermos e liberta os oprimidos. .
Nunca aceite em seu coração que o inimigo poderá destruir sua família, seus bens e sua saúde, pois o Senhor, que é fiel, irá guardá-lo do maligno.

Lembre-se sempre desta qualidade do Senhor: fidelidade.
Quando o maligno tentar destruí-lo ou minar sua confiança, fazendo-o desanimar e considerar que a luta está perdida, respire aliviado e confesse que o seu Deus é fiel.

O Todo-Poderoso sempre Se mostrou cumpridor de todas as Suas promessas. Deus havia prometido a Moisés que seria inimigo dos inimigos dele (Êxodo 23.22).
A fidelidade divina com relação a Abraão, por exemplo, não foi diferente.
A Bíblia declara que, por duas vezes, esse patriarca quase perdeu a esposa.
Na primeira, quem se interessou por Sara foi Faraó, mas o Senhor feriu o rei do Egito e a sua casa com grandes pragas, e o governante egípcio, então, teve de devolvê-la ao amigo de Deus.
Na segunda, em sonho, o Altíssimo disse a Abimeleque, rei de Gerar: Eis que morto és por causa da mulher que tomaste; porque ela está casada com marido (Gênesis 20.3b).
O rei, apavorado, devolveu a esposa de Abraão e ainda deu muitos presentes ao servo do Senhor.
Deus cumpriu e sempre cumprirá Sua promessa.

Pior foi o que ocorreu com Hamã, um dos maiorais do grande Império Persa. Pelo fato de Mardoqueu não se inclinar perante ele, Hamã deixou que seu coração se enchesse de ódio contra o povo de Deus, a ponto de decidir exterminar todos os judeus.
Para isso, persuadiu o rei Assuero a emitir um decreto, marcando dia e mês para o genocídio dos filhos de Israel.
O Senhor, porém, havia transmitido Sua Palavra a Abraão, Isaque e Jacó de que eles e seus descendentes iriam tê-lO como Deus.
Por meios extraordinários, a judia Ester tornou-se a rainha da Pérsia.
Então, como Deus é fiel, uma emenda foi aditada ao decreto, o qual não poderia ser revogado, e os judeus não foram mortos, mas vingaram seus inimigos.
E quanto ao autor daquele projeto maquiavélico?
Foi enforcado na mesma forca que mandara preparar para Mardoqueu (Ester 9.25).

Não é bom deixar nenhuma ameaça entrar em seu coração.
Se o inimigo disser que destruirá você, sua família e todos os seus bens, nem sequer preste atenção a ele.
Deus não deixará que isso aconteça.
Em qualquer situação, o Senhor conforta, levanta o abatido, cura o enfermo e perdoa àquele que caiu em pecado.

Se o Deus fiel promete que irá livrá-lo do maligno, por que temer as ameaças do inferno?

No amor de Jesus,
Pr. Humberto Freire

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget