quarta-feira, 27 de outubro de 2010

ÂNCORAS SEGURAS NA TEMPESTADE

“ E, temendo ir dar em alguns rochedos, lançaram da popa quatro âncoras, desejando que viesse o dia “
Atos 27:29

Quais são suas âncoras na tempestade ?.

O que, em seu interior, estabiliza o navio da vida em meio aos ventos cortantes da dúvida, do mar amargo da dor, das rochas afiadas da tentação ?.

É o que acontece na tempestade, não na calma ou na tranquilidade dos portos da vida, que testa a nossa fé .

O Apostolo Paulo partiu para Roma, sob guarda romana.
Na viagem de Creta a Malta, um vento nordeste, chamado euro-aquilão, soprou das montanhas de Creta, apanhando o navio e atirando-o à deriva por vários dias.
Só Paulo tinha confiança no desespero.
Depois de vagar ao léu, perto da costa de Malta, os marinheiros lançaram sondas e, temendo dar contra as rochas, abaixaram quatro âncoras . . . e Paulo orava para que despertasse o dia.

A vida é assim . . .

Que quatro âncoras seriam capazes de estabilizar nossa lama no mar turbulento do tempo ?.
Paulo possuía mais que âncoras físicas, em oração ele lançou as verdadeiras âncoras da vida ?

Âncora da Confiança – tinha confiança na ajuda presente de Deus, pois Deus havia sido fiel em outras situações criticas da sua vida.

Âncora da Esperança – a esperança de Paulo estava firmada no Senhor da historia, que o havia ajudado a atravessar fielmente cada dificuldade e escrevia uma historia através de sua vida.

Âncora do Propósito – Paulo sabia que sua obra ainda não estava terminada, ele precisava ir à presença de Cesar, e Deus certamente terminaria o que havia começado. O propósito nos liberta dos temores e nos dá coragem. Nosso propósito é glorificar a Deus e desfrutar Dele para sempre, a despeito do que acontece ou do que as pessoas dizem.

Âncora da Comunhão – Paulo tinha perfeita comunhão com Deus, e Deus sempre provê alguém que conhece, compreende e ouve a sua voz.

São essas as nossas âncoras, até romper a aurora de um novo dia !

Pr. Humberto Freire

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget