sexta-feira, 25 de junho de 2010

CINCO PEDRAS PARA MUDAR A HISTORIA



CINCO PEDRAS PARA MUDAR A HISTÓRIA


O tempo é uma sucessão de minutos, que por sua vez são sucessões de segundos que são formados por sucessões de décimos, e assim por diante em frações cada vez menores do que denominamos o espaço de tempo.
Contudo, existem tempos que são tão marcantes e importantes deveriam durar mais do que de fato duraram.
Quem nunca se lembrou dos poucos minutos daquele inesquecível baile de formatura ?
A valsa parece estar até hoje tocando naquele salão cheio.
A dança parece eterna.
Qual pai se esqueceria daqueles preciosos segundos em que, pela primeira vez, ouviu o estridente choro do filho que chegara ao mundo ?
Realmente, há segundos importantes demais na vida.
Não são necessários muitos deles para que a bola ultrapasse o gol e atinja a rede dando a vitoria a um time que por um ano inteiro lutou pelo titulo.
Há tempos que de tão marcantes deveriam durar uma vida inteira e há segundos que estabelecem o curso do resto de uma vida.
Certamente os segundos registrados entre os versículos 32 e 41 do capitulo 17 do primeiro livro de profeta Samuel marcaram a vida do jovem Davi.
Foram poucos segundos que mudaram a vida dele para sempre.
Vamos ao contexto: em frações de segundos, Davi, a pedido do pai Jessé, levava comida para seus irmãos que estavam acampados em prontidão para a guerra.
Aos chegar ao vale de Elá, Davi viu-se diante do avanço inimigo.
Ele sabia que os próximos segundos seriam decisivos.
E na verdade foram.
Ninguém poderia duelar com o gigante inimigo Golias.
O melhor homem do exercito Filisteu.
E Davi logo percebeu que estava no lugar certo e, principalmente na hora certa.
Muitas vezes também nos vemos em situação semelhante.
Era a hora certa para agir.
O lugar era certo, o tempo, conveniente.
Bastava uma coisa para que ele agisse.
As ferramentas.
Deus vai utilizar o que você possui para escrever seu nome na história.
Geralmente eu digo que jamais podemos cobrar de uma pessoa aquilo que ela não possua.
Você só pode oferecer do que você já tem.
E é sobre isso que eu quero falar.
Davi possuía não possuía armas letais, ele não era soldado e sim um pastor de ovelhas.
Ele não dominava as técnicas de lutas corporais e, provavelmente, jamais havia se envolvido em brigas ou lutas pessoais, a não ser quando teve de defender suas ovelhas.
Ele era pastor e, como tal, sua preocupação se resumia em cuidar e apascentar o seu rebanho.
Até que tentaram lhe dar uma armadura com espada, mas isso não era o que Deus lhe havia dado.
Davi recebera de Deus cinco pedras.
As cinco pedras utilizadas por ele para derrubar o gigante Golias apontam para o resultado de uma atitude daquele jovem diante de uma necessidade.
O momento exigia isso.
Quantas vezes podemos estar diante de momentos que nos exijam certas posturas ?
As cinco pedras de Davi mudaram a história.
Diante deste quadro, o jovem manifestou alguns sentimentos.
A indignação com a situação foi um deles.
Ele não suportou a afronta de Golias.
O inconformismo também se fez presente e Davi tomou a iniciativa para mudar a situação.
A radicalidade e o espírito de sacrifício também se manisfestaram, uma vez que ele correu o risco de morta naquela situação.
A determinação foi outro diferencial, porque ele não se deteve diante das intimidações de seus irmãos, de Saul ou de Golias.
Por fim o jovem demonstrou um solido comprometimento com o propósito de Deus.
Os outros soldados estavam envolvidos numa guerra, mas Davi estava comprometido ao ponto de se dispor a morrer na batalha.
Na historia de Davi e Golias podemos aprender muitas lições sobre liderança.
Gostaria de tomar especificamente as cinco pedras que Davi usou para vencer Golias , e usa-las como ilustração de nove princípios espirituais vitais para sermos bem sucedidos em nossos desafios.
Se não, vejamos :

CINCO PEDRAS NOS FALAM DE PROPROSITO :
Se alguém perguntasse a Davi porque ele estava pegando aquelas pedras não ouviria de sua boca que ele iria perder tempo ou brincar de qualquer coisa.
As pedras tinham um propósito especifico.
Pedras podem ser usadas para inúmeras finalidades, mas aquelas cinco tinham um propósito especifico.
Não perca o foco no decorrer do projeto.
Se perdermos o propósito não venceremos a batalha.
Lideres focados no propósito não perdem tempo e também não precisam de muito tempo para cumprir o propósito de Deus.
Eles aproveitam cada segundo.

CINCO PEDRAS NOS FALAM DE INOVAÇÃO E MUDANÇA DE PARADIGMA :
Nos dias de Davi não se menciona que fosse costume ir a guerra com uma funda, mas depois ficamos sabendo que havia até um batalhão de fundistas no exercito ( 1 Cr 12:2 , 2 Cr 26:14 );
Deus sempre faz coisas novas através de seus escolhidos.
Antes de Noé ninguém tinha feito uma araçá, antes de Moises não havia o Tabernaculo, Davi inovou fazendo um tabernaculo em Jerusalem, antes de Maria nenhuma virgem havia concebido.
Davi não se importou em inovar usando as pedras para vencer o inimigo.
Isto não significou a extinção da armadura e da espada.
Na verdade Davi matou Golias com uma espada, mas o derrubou com uma pedra.
Lideres marcantes utilizam o novo sem desprezar o que já foi estabelcido.
Precisamos ser cuidadosos com aquilo que é novo.
Tudo que é novo precisa ter o selo da aprovação e da unção de Deus.
Davi, por exemplo, fez um novo Tabernaculo completamente diferente do de Moises, mas havia o selo de Deus sobre ele.

CINCO PEDRAS NOS FALAM DE PRECAUÇÃO E CAUTELA
Uma pedra era suficiente (como de verdade foi), mas Davi pegou cinco, indicando que ele tinha a intenção de usar uma após a outra caso a primeira falhasse.
Isto também nos mostra que Davi não tinha uma autoconfiança excessiva.
Ele sempre ponderava na possibilidade de erra na primeira tentativa.
Entenda que a segunda pedra não é um plano B, mas na verdade é uma postura de perseverança na estratégia.
Isto significa que é possível que certos gigantes somente caem na quinta pedrada, mas pode também indicar que nem todos somos tão habilidosos quanto Davi e precisaremos tentar muitas vezes .
O mais importante, porém, é mantermos a perseverança.

CINCO PEDRAS NOS FALAM DE PREPARO E TREINAMENTO
Davi não era um novato principiante no uso da funda, ele já tinha treinado bastante.
Era hábil neste tipo de material.
Sempre digo que tempo investido em treinamento não é tempo perdido.
Provavelmente foram as ameaças ao rebanho que motivaram Davi a se tornar um bom atirador.
Ele certamente em varias oportunidades lançou mão da funda para defender seu rebanho, contudo, nunca havia pensado que um dia derrubaria um gigante com uma pedra.
Algumas vezes estamos sendo treinados para liderar uma liderar um pequenos grupo, mas aquele treinamento será útil para liderar uma multidão.
O treinamento nos fala de disciplina.

CINCO PEDRAS NOS FALAM DE QUALIFICAÇÃO
Davi sabia que não era qualquer pedra que serviria para o propósito.
A pedra deveria ser lisa e roliça para dar direção. Deveria ser suficientemente dura para causar ferimento e com o tamanho adequado para dar velocidade e impacto.
Precisamos ser cuidadosos ao instruirmos novos lideres.
Eles são pedras que serão atiradas e como tal eles precisam ser pedras apropriadamente lapidadas.
Lideres marcantes escolhem cuidadosamente as pedras.

CINCO PEDRAS NOS FALAM DE RESPONSABILIDADE
Na Biblia o numero cinco simboliza responsabilidade.
Davi tomou sobre si a responsabilidade de vencer o gigante.
Ao final quem se tornara num gigante foi o próprio Davi.
Ele assumiu a responsabilidade daquele momento único e, não por acaso, entrou para a história.

CINCO PEDRAS NOS FALAM DE CORAGEM E VALENTIA
Davi não tinha um plano “B”.
Se ele errasse os cinco tiros não haveria escapatória.
Mas a coragem de Davi tinha uma base lógica, não era uma coragem tola.
Em primeiro lugar era baseada na sua fé em Deus, porque ele cria que o Senhor era com ele e a unção já lhe havia sido concedida por Samuel.
Todavia não é da vontade de Deus que creiamos sem que haja um instrumento no qual apliquemos a nossa fé.
Davi só entrou em cena e marcou aquele instante porque tinha segurança de que ele poderia vencer o desafio, uma vez que já havia vencido o urso e o leão.
Davi dependeu de Deus sem ser fraco.
A dependência de Deus não é passividade diante dos instantes da vida.

CINCO PEDRAS NOS FALAM DE VISÃO ESPIRITUAL
Davi enxergou um grande potencial de destruição onde outros viam apenas um brinquedo de adolescente.
O rei Saul, por sua vez, era sofisticado e tinha uma estratégia sofisticada de combate, mas Davi estava se propondo a fazer algo bem simples : uma pedra atirada por um estilingue.
A Biblia demonstra no primeiro livro das Cronicas 12:2 que a familia de Saul era especialista em atirar com funda.
Ele certamente atirava bem com a funda, mas, diferentemente de Davi, ele não acreditou no potencial daquela estratégia.
Talvez porque fosse muito simples.
Saul preferia a sofisticação das armaduras.
Precisamos ter a visão de Deus para cada detalhe de nossas vidas e, muitas vezes, esta visão nada tem de natural.

CINCO PEDRAS NOS FALAM DE UMA ESTRATEGIA INTELIGENTE
Não era ingenuidade de Davi querer usar uma funda, mas uma grande astucia.
Inteligência é conseguir transformar as adversidades e desvantagens em surpreendentes estratégias de vitoria.
Tudo é uma questão de ótica, aprenda a enxergar as situações de maneira positiva.
Ele estava em desvantagem de força, mas com a funda ele poderia manter uma distancia segura.
Outro fatos importante é que Davi estava livre de armadura o que facilitaria a escapatória caso houvesse necessidade.
Ele estava em desvantagem na experiência e na idade, por isso usou de velocidade.
Ao final, a luta não foi longa.
Tudo o que foi visto como desvantagem por Saul, Davi transformou em vantagem na hora da batalha.

No Amor de Jesus,

Pr. Humberto Freire

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget