domingo, 7 de março de 2010

SERÁ QUE COMPENSA ?

“Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma?”
Mateus 16.26

A sociedade moderna tem como objetivo final a vida fácil.
As riquezas e os prazeres têm inebriado o povo.
Já não se escolhe uma profissão pelo dom, mas, sim, pela oportunidade de faturamento que ela oferece.
Tristemente, temos de reconhecer que até muitos filhos de Deus têm sido levados pelo “canto” de Mamom e, em vários casos, têm servido a ele.
Onde isso vai parar?
É uma pergunta que ninguém se atreve a responder.
Por que querer ganhar mais do que o suficiente?
Será que existe necessidade de provar um prato de comida diferente todos os dias?
O homem é reconhecido pelas roupas que veste, ou pelo caráter que possui?
Os valores têm sido invertidos, e isso tem contaminado até irmãos nossos.
Seria isso algo novo, ou a humanidade já passou por estágios semelhantes? Bem, Jesus advertiu que os dias que precederiam Sua vinda seriam iguais aos que precederam ao Dilúvio (Mateus 24.37-39).
Naquela época, o pregoeiro Noé avisava da destruição que viria, a qual ninguém deu atenção.
A história tem-se repetido.
As palavras do Mestre já foram pronunciadas, e Ele as deu em forma de perguntas.
Dessa forma, é preciso pensar bem para que não sejamos culpados de não termos dado ouvidos a Ele e termos sido enganados por Mamom.
Há pessoas “se matando” para juntar um pouco mais de prata, mas o que adiantaria se elas ganhassem o mundo inteiro e perdessem a alma?
A vida aqui é transitória e passa bem mais rápido do que pensamos.
Seria possível usar a fortuna para resgatar a alma da destruição eterna?
Se fosse, muitos dariam tudo o que possuem para não irem para a perdição que não terá fim.
Você deve se cuidar para não cair nessa “cachaça” que tem embebedado milhões de pessoas em todos os países.
Há alguns que agem desonestamente, pensando que, assim, poderão guardar dinheiro para uma velhice melhor.
Mas a justiça divina é cega?
O demônio que os usa tornou-se bonzinho e fará deles uma ilha de prosperidade?
Claro que não.
O preço que pagarão aqui e o que sofrerão por toda a eternidade não compensarão tal atitude.
Só mesmo quem tem a vida nas mãos do Senhor provará, pelos séculos dos séculos, a recompensa de ter sido fiel aos princípios estabelecidos nas Sagradas Escrituras.
Antes que seu momento de partir para o juízo eterno chegue, acerte-se com o Senhor.
Determine que não fará nada de errado para enriquecer, pois sua prosperidade deve vir do Senhor.
Em todo o tempo, suas mãos precisam estar limpas e prontas para serem apresentadas ao Altíssimo no dia do acerto de contas.
Não adianta conseguir algo que amanhã irá trazer-lhe algum tipo de prejuízo. Lute para ajuntar seu tesouro onde nem a traça nem a ferrugem têm poder sobre ele (Mateus 6.19,20). Seja rico para com Deus!

No Amor de Jesus,
Pr. Humberto Freire

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget