domingo, 21 de fevereiro de 2010

COMO SUPERAR O MEDO

“ No amor não há medo, antes o perfeito amor lança fora todo medo “
1 João 4:18
O numero de pessoas atormentadas pelo medo, ou até pelo pânico, é tão grande que ficaríamos surpresos se contássemos.
Esses indivíduos jamais sentem paz interior.
Nem mesmo à prosperidade é garantia contra tais temores, pelo contrario, quando tinha tudo o que precisava e desejava, Jó admitiu sentir muito medo : “ Porque aquilo que temia me sobreveio, e o que receava me aconteceu “ Jó 3:25.
Existe uma resposta para a pergunta : Como posso ficar livre do medo em um mundo cheio de injustiça, conflitos e incertezas, no qual a luta pela existência é tão difícil ?
Como posso viver sem medo ?
Em uma noite de tempestade, uma criança acordou assustada com os barulhos do vento e gritou de medo.
Seu pai a pegou no colo, a abraçou e logo ela dormiu novamente.
A tempestade que a fez tremer não diminuiu, mas a confiança da criança no amor e cuidado do pai lhe deu a segurança que precisava.
A convicção de que o pai a amava e a protegia eliminou todo o medo.
Existe apenas uma maneira de vencer o medo, é pela completa confiança e f[e no amor de Deus.
Mas para experimentarmos isso, temos de conhece-lo como nosso Pai, construindo um relacionamento com Ele cotidianamente.
Assim, teremos a convicção de que o Todo Poderoso Deus está conosco, nos ama e nos diz :
“ Não temas . . . eu sou o teu escudo, o teu grandíssimo galardão “ – Genesis 15:1.

Ainda que um exercito me cercasse, o meu coração não temeria “
Salmo 27:3

Enquanto as pessoas excluírem Deus de suas vidas é impossível serem livres do medo.
A maioria, inclusive os ateus, sente no fundo da alma que Deus existe e que é o Todo Poderoso.
Sente também que o tem negligenciado de maneira irresponsável e isso gera, mesmo que inconscientemente, temor e desconforto.
A Biblia diz que “também os demônios o crêem, e estremecem” Tiago 2:19.
A idéia de que Deus existe é uma fonte de medo perene para cada criatura que não está em harmonia com Ele.
Medo é um sentimento nefasto que nos assalta quando corremos perigo ou somos ameaçados.
Não importa se tais perigos e ameaças são autênticos ou imaginários, o pavor é sempre muito real.
Quem pensa estar em perigo se torna tão vulnerável quanto quem de fato esta.
A apreensão e a preocupação são diferentes dimensões de medo.
A primeira é a expectativa de um desastre iminente e incontrolável que pode nos atingir a qualquer momento, a segunda se relaciona à busca frenética de uma solução, porem ambas minam nossa energia e paz de espírito.
Assemelham-se às ervas daninhas que crescem em meio às flores do jardim.
Como o rei Davi, autor do versículo acima, lidava com os medos dele?
Ele tinha uma formula bastante simples: confiança em Deus.

“ E (Jacõ) temeu, e disse : Quão terrível é este lugar “ Gn 28:17
“ Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não na verdade em nós “ 1 João 1:8

Deus se revelou a Jacó, um dos patriarcas de Israel, por meio de um sonho no qual havia uma escada que alcançava os céus.
Anjos subiam e desciam por ela.
Isso mostrava como Jacó contava com o favor de Deus.
Impressionante foi o que Jacó sentiu ao ter essa visão : ficou totalmente apavorado.
Descobrimos a razão disso ao lermos a historia desse homem.
Um pouco antes desse episodio, vemos que ele enganou o próprio pai, Isaque, ao se passar pelo irmão mais velho, Esaú.
Agora estava fugindo, com medo da repreensão de Deus, pois sua consciência o atormentava.
Há uma importante lição para aprendermos aqui : o pecado e a culpa roubam a paz de espírito, massacram nossa consciência e nos cegam para o amor e a bondade de Deus.
O coração humano é enganoso e orgulhoso demais para admitir o fracasso e o pecado.
Se simplesmente ignorarmos os erros, eles permanecerão vivos em nosso subconsciente e gerarão o medo de sermos descobertos nesta vida e de enfrentarmos a Deus no porvir.
Quem quer se livrar de tais medos tem de revelar sua vida diante de Deus e confessar seus pe
cados a Ele.
Somente assim é possível experimentarmos o perdão divino, a aceitação do Pai e a libertação que os filhos de Deus possuem.

No Amor de Jesus,

Pr. Humberto Freire




Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget