sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

QUAL É A SUA CASA ?

Lucas 6:47-49

O texto acima descreve a comparação usada por Jesus para definir uma pessoa que pratica seus ensinamentos e outra que apenas os ouve.
Embora o sentido original tenha sido este, gostaria de sugerir que pensássemos na situação das famílias em nossos dias.
No versículo 48, é apresentada por Jesus uma casa, que fora construída com cuidado e atenção, com fundamento sólido e profundo, cujos ventos e as tempestades, por mais rijos que fossem, não podiam abalá-la de forma alguma. Esta é a casa de verso 48.
Já no seguinte, Jesus faz referência a uma casa que, embora construída, nota-se fragilidade e descaso no processo de sua construção, o que resultou em desabamento após situações inesperadas que surgiram contra aquela casa.
A esta, daremos o número 49.
Embora o texto se refira a uma casa no sentido literal, podemos aplicar a expressão “casa” ao contexto de uma família.
A partir desta aplicação, pergunto:
Qual é a sua casa?
A de número 48 ou 49?
Antes de tudo, para não falharmos no quesito honestidade, precisamos admitir que uma casa não se define apenas pelas paredes levantadas - o que aparentemente se vê.
Por isso, é de suma importância observar seu alicerce, onde e como está seu fundamento.
Portanto, assim como uma casa sem alicerce pode aparentar o que não é de fato, da mesma forma pode ocorrer com nossa família: viver de maneira teatral.
A maneira como os pais vivem no casamento, a forma como aplicam a si mesmos as instruções impostas aos filhos e o modo como se relacionam com Deus, demonstram de verdade como está o alicerce desta família.
Outro trecho da palavra de Deus nos incita a pensar sobre qual fundamento temos implantado em nossa família: se na verdade, na justiça e no amor de Deus, ou em qualquer outro que não dará sustentação suficiente ante os dias caóticos em que qualquer família no mundo está sujeita a enfrentar.
Se não for o Senhor o construtor da casa, será inútil trabalhar na construção. (Salmo 127.1a - NVI) Neste texto, Salomão, até por razão de suas tristes experiências familiares, esclarece-nos o fato de que qualquer família que almeja viver de modo saudável, apenas o viverá se aplicar os princípios de Deus estabelecidos em Sua Palavra.
Do contrário, tudo o que se emprega pode ser passageiro, pois não se traduz como um estilo de vida para cada membro da família.
Por fim, é muito bom saber que muitos especialistas no assunto Família afirmam que a boa convivência familiar gera bem-estar, segurança, e até mesmo saúde física e mental.
Entretanto, vale lembrar que qualquer bom convívio familiar que não se baseia em princípios eternos como a Palavra de Deus será apenas mais um instante raro de felicidade familiar, e não um estilo de vida duradouro.
Significa morar na casa de número 49 com pintura reformada - a cor é nova, mas a casa continua sendo a mesma.

Pense nisto!
Pr. Humberto Freire


Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget