segunda-feira, 9 de novembro de 2009

AGRADANDO AO PROXIMO

“ Portanto, cada um de nós agrade ao seu próximo no que é bom para edificação “
(Romanos 15.2)

Nessa passagem, o apóstolo Paulo estava falando que os fortes teriam de suportar as debilidades dos fracos.
Eles deveriam agradar ao próximo no que fosse bom para a edificação, como fez o próprio Senhor Jesus – citado pelo apóstolo –, que não agradou a Si mesmo, mas deixou que as injúrias dos que ultrajavam o Altíssimo caíssem sobre Ele. Nosso viver deve ser um sacrifício vivo ao Senhor em todos os sentidos, não importando o preço a ser pago.
Quem é sábio tem a obrigação de ensinar aos que não o são.
Da mesma forma, os fortes devem suportar as debilidades dos fracos.
O Senhor falou que a quem muito for dado, muito mais lhe será pedido (Lucas 12.48b). A cobrança será maior do que o dom.
Há muita gente perguntando ao Senhor o que fazer para servir a Ele com sucesso.
Sem dúvida, o primeiro passo é agradar ao próximo, o que, na verdade, vai muito além de cumprimentá-lo ou abraçá-lo.
É preciso olhar para as direções bíblicas e praticá-las.
Estamos vivendo um tempo em que as pessoas só pensam no que é melhor para elas.
É cada vez mais difícil achar alguém que esteja consagrando-se ao Senhor para que Ele o use na edificação de outrem.
Os dias em que vivemos até parecem aqueles que Paulo disse que seriam trabalhosos (2 Timóteo 3.1), pois, além de outros infortúnios, os homens seriam amantes de si mesmos.
Para muitos, ficou fora de moda pensar em ajudar o crescimento de outras pessoas, e isso é muito ruim.
Cristo disse que os que nEle cressem fariam as mesmas obras que Ele fazia (João 14.12).
Normalmente, pensamos apenas nos grandes milagres de cura, ressurreição e libertação.
Mas imitar o Senhor, deixando as injúrias dos que desrespeitam o Pai caírem sobre nós, também é fazer as mesmas obras, bem como nos consagrar para que o Senhor faça de nós “alavancas humanas” para levantar tantos que estão caídos.
O Senhor, certamente, irá alegrar-Se com aqueles que fazem de seu viver um sacrifício vivo a Ele.
Em vez de priorizarmos nosso bem-estar, que tal pensarmos no quanto a obra divina crescerá se os filhos de Deus forem edificados na verdadeira fé?
Jesus disse que quem desse de beber, ainda que fosse um copo de água fria, a um dos pequeninos discípulos, não perderia seu galardão (Mateus 10.42).
Em Sua segunda vinda, Ele trará consigo uma recompensa para todos aqueles que fizerem algo em favor dos Seus.

Em Cristo, com amor,

Pr, Humberto Freire

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget