terça-feira, 15 de setembro de 2009

NADA PERMANECERÁ


Jesus, porém, lhes disse: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derribada
(Mateus 24.2)

Podemos observar as grandes construções e achar que quem as fez realizou algo que durará para sempre, mas isso não passa de ledo engano.
Tudo o que existe hoje nos céus e na terra passará (Mateus 24.35).
No entanto, a arrogância do homem o faz supor que, por exemplo, por ter participado de alguma descoberta, ele é superior aos seus pares.
Quem está no comando sempre se sente melhor e mais capacitado do que seus comandados, mas tudo aquilo que o homem constrói, um dia, será derribado.
Não podemos negar que há obras humanas de tirarem o fôlego, porém, quase nunca paramos para observar as obras do Criador.
Essas, sim, são maravilhosas e surpreendentes, como, por exemplo, uma linda declaração das Escrituras ou uma pequena criatura, que, por milhares de anos, reproduz-se com a mesma qualidade e beleza.
Pouquíssima gente tem dedicado tempo para estudar o que o Senhor fez.
Ao analisarmos o porquê disso, descobriremos lições maravilhosas que nos irão ajudar a viver melhor.
O que o ser humano constrói pode ser lindo, funcional, bem como o produto de um trabalho feito com certa sabedoria, mas não durará para sempre, pois somente a comida que o Senhor Deus nos dá irá acompanhar-nos por toda a eternidade (João 6.27).
A Escritura declara que, no acerto de contas, o qual, um dia, irá realizar-se, tudo o que existe será queimado pelo fogo, e os elementos, ardendo, irão fundir-se (2 Pedro 3.10).
A perda será grande? Não!
Porque o valor dessas coisas criadas só serve para esta vida, pois, com a segunda vinda do Senhor Jesus, habitaremos em novos céus e nova terra (v. 13).
Há pessoas que se consideram melhores que as demais por terem descoberto algo. No entanto, a verdade é que elas não são inventoras, mas, sim, descobridoras. Seguindo princípios já criados pelo nosso Deus, cientistas produziram, por exemplo, medicamentos que curam várias doenças; outros planejaram os mais modernos meios de transporte, aparelhos que emitem sinais de rádio e captam imagens a milhares de quilômetros etc.
Tudo isso foi cuidadosamente programado pelo Senhor, e, sem Ele, nada do que foi realizado iria concretizar-se (João 1.3).
Uma boa dose de humildade faria dessas pessoas melhores cidadãos.
A qualquer que muito for dado, muito se lhe pedirá (Lucas 12.48b).
Quem foi colocado para dirigir os outros deve considerar-se servo, e não senhor.
E os que foram usados em descobertas devem preparar-se para verem suas “invenções” serem destruídas no fogo, o qual será derramado sobre esta terra.
Mas quem fizer a vontade de Deus verá a obra de suas mãos permanecer para sempre.

Pr. Humberto Freire

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget