sábado, 26 de fevereiro de 2011

SUPERANDO AS DORES QUE SURGEM NA FAMÍLIA

21 - E, passando Jesus outra vez num barco para o outro lado, ajuntou-se a ele uma grande multidão; e ele estava junto do mar.
22 - E eis que chegou um dos principais da sinagoga, por nome Jairo, e, vendo-o, prostrou-se aos seus pés,
23 - E rogava-lhe muito, dizendo: Minha filha está moribunda; rogo-te que venhas e lhe imponhas as mãos, para que sare, e viva.
24 - E foi com ele, e seguia-o uma grande multidão, que o apertava.
25 - E certa mulher que, havia doze anos, tinha um fluxo de sangue,
26 - E que havia padecido muito com muitos médicos, e despendido tudo quanto tinha, nada lhe aproveitando isso, antes indo a pior;
27 - Ouvindo falar de Jesus, veio por detrás, entre a multidão, e tocou na sua veste.
28 - Porque dizia: Se tão-somente tocar nas suas vestes, sararei.
29 - E logo se lhe secou a fonte do seu sangue; e sentiu no seu corpo estar já curada daquele mal.
30 - E logo Jesus, conhecendo que a virtude de si mesmo saíra, voltou-se para a multidão, e disse: Quem tocou nas minhas vestes?
31 - E disseram-lhe os seus discípulos: Vês que a multidão te aperta, e dizes: Quem me tocou?
32 - E ele olhava em redor, para ver a que isto fizera.
33 - Então a mulher, que sabia o que lhe tinha acontecido, temendo e tremendo, aproximou-se, e prostrou-se diante dele, e disse-lhe toda a verdade.
34 - E ele lhe disse: Filha, a tua fé te salvou; vai em paz, e sê curada deste teu mal.
35 - Estando ele ainda falando, chegaram alguns do principal da sinagoga, a quem disseram: A tua filha está morta; para que enfadas mais o Mestre?
36 - E Jesus, tendo ouvido estas palavras, disse ao principal da sinagoga: Não temas, crê somente.
37 - E não permitiu que alguém o seguisse, a não ser Pedro, Tiago, e João, irmão de Tiago.
38 - E, tendo chegado à casa do principal da sinagoga, viu o alvoroço, e os que choravam muito e pranteavam.
39 - E, entrando, disse-lhes: Por que vos alvoroçais e chorais? A menina não está morta, mas dorme.
40 - E riam-se dele; porém ele, tendo-os feito sair, tomou consigo o pai e a mãe da menina, e os que com ele estavam, e entrou onde a menina estava deitada.
41 - E, tomando a mão da menina, disse-lhe: Talita cumi; que, traduzido, é: Menina, a ti te digo, levanta-te.
42 - E logo a menina se levantou, e andava, pois já tinha doze anos; e assombraram-se com grande espanto.
43 - E mandou-lhes expressamente que ninguém o soubesse; e disse que lhe dessem de comer.
Mc 5.21-43

Uma família vivendo uma experiência de dor.
Jairo quer vencer o problema da dor ao ver a filha curada.

I) No enfrentamento do problema sempre surgem obstáculos a serem vencidos:

1. Primeiro obstáculo posição social :

Jairo era o chefe da sinagoga: não lhe ficava bem permitir que sua fragilidade diante da doença fosse do conhecimento público.

2. Segundo obstáculo - a espera :

No caminho alguém furou a fila do milagre, ele precisou esperar.

3. Terceiro obstáculo - a imagem da realidade :

Sua filha morreu...

II) Recursos de que dispomos para superar a dor vivida na família :

1. O recurso humano :

1- Todo problema humano apresenta uma dimensão que precisa ser tratada pelo próprio homem.
Os quatro aspectos do lado humano no enfrentamento da dor:

a) A força da solidariedade:
Um pai que corre o risco de ser mal interpretado, mas o que importa é a restauração da filha.

b) Paciência:
A cura de Jairo nos ensina que nem sempre os milagres são instantâneos, sendo as vezes processuais, demandando espera, paciência, perseverança.

c) Esperança:
Os que conseguem superar a dor na família são aqueles que não perdem a esperança.

d) União:
Na busca de solução para o nosso drama, não devemos sucumbir a solidão. Daí o papel da igreja. (Mc 5.40)

2. O segundo tipo de recurso na superação da dor é o recurso divino:

a) A decisão divina de intervir:
Só encontramos solução para os nossos problemas quando Deus resolve agir - (Mt 5.22,23) .
Como conseguir que Deus intervenha no nosso problema?
Se colocar diante d'Ele com humildade.

b) O segundo aspecto da solução divina:
É que a presença de Deus vai ao encontro da dor humana, sarando-a - mas tão somente quando o levamos até o cerne da nossa dor, o centro do problema. (Mc 5.24-40)

3. O terceiro aspecto da solução divina está em emprestar fé à declaração que sai da boca de Deus acerca da solução que traz para nosso problema - (Mc 5.41)

Qualquer ação de Deus na vida humana só se manifesta quando sua Palavra sobre o problema é liberada.
Foi a Palavra que criou o Universo.
É a Palavra que dele que faz milagres, a abre horizontes, ressuscita mortos.

No Amor de Jesus,
Pr. Humberto Freire

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget