terça-feira, 7 de setembro de 2010

JESUS, O ANTIDOTO CONTRA A PICADA DA SERPENTE !

“ Fez Moisés uma serpente de bronze e a pôs sobre uma haste; sendo alguém mordido por alguma serpente, se olhava para a de bronze, sarava “
Números 21:9

O nosso texto e a serpente de metal, se nos voltarmos ao Evangelho de João, notaremos que em seu início há uma espécie de lista ordenada de servos tirados da Santa Escritura. Isso começa com a criação. Deus disse: “Haja luz” e João diz que Jesus, o Verbo eterno, é “a luz verdadeira que ilumina todo homem que vem a este mundo”. Antes de terminar seu primeiro capítulo, João respondeu uma pergunta feita por Isaque no monte Moriá há muitos anos atrás. Naquele episódio Abraão tinha a lenha, o cutelo e o fogo, mas faltava o principal, o cordeiro para ser sacrificado. Então Isaque pergunta ao seu pai Abraão: Eis o fogo e a lenha, mas onde está o cordeiro para o holocausto? Gênesis 22:7b. Que pergunta! Mas depois de muitos séculos ela é respondida por João Batista. Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo! João 1:29b.

Nós vamos considerar o assunto, primeiramente, olhando a pessoa em perigo mortal, para qual a serpente de metal foi feita e erguida. As serpentes venenosas, antes de tudo, chegaram até o meio do povo porque eles haviam desprezado o caminho e o pão de Deus. O povo ficava cada vez mais desencorajado por causa do caminho, mas esse era o caminho de Deus no qual Ele o havia escolhido para eles. Deus havia escolhido em sabedoria e misericórdia, porém eles murmuravam disso. Para muitos era um caminho solitário e detestável, mas ainda assim era o caminho de Deus, então não devia ser detestável. Mas não, eles desprezaram o caminho de Deus e quiseram seguir seus próprios caminhos. Essa é uma das maiores idiotices do homem em não se contentar em andar no caminho do Senhor e prosseguir nele. Mas o homem prefere ter um desejo contrário ao do Senhor e seguir o seu próprio caminho. O povo ainda reclamou do alimento que Deus proveu. Deus deu a eles a melhor parte, pois o homem comeu comida dos anjos e ainda assim murmuraram. Comeu cada qual o pão dos anjos; enviou-lhes ele comida a fartar. Salmos 78:25.

Descontentes com seu Deus, eles reclamaram do pão que Ele colocou em suas mesas, que sobrepujava qualquer outro alimento que um homem já havia comido antes ou depois. É importante que se saiba que aquele pão, era uma figura de Cristo. Mas eles se referiram ao maná como um título ultrajante, que para os hebreus tem um ar de ridículo, e até na nossa tradução conduz a uma idéia de desprezo. Vejamos o que eles disseram desse pão que Deus deu para alimentá-los: E o povo falou contra Deus e contra Moisés: Por que nos fizestes subir do Egito, para que morramos neste deserto, onde não há pão nem água? E a nossa alma tem fastio deste pão vil. Números 21:5.

Outra tolice do homem, é que ele se recusa a se alimentar da Palavra de Deus e de acreditar na Verdade. O homem deseja o alimento pecaminoso da razão carnal, o atalho das tradições supersticiosas e o pepino da especulação! Ele não pode se humilhar e acreditar na Palavra de Deus ou aceitar uma Verdade tão simples, tão pura e tão adequada à capacidade de uma criança. Muitos exigem algo mais fundo que o Divino, mais profundo que o infinito, mais liberal que a Graça. Eles discutem com o caminho e o pão de Deus e, então, as serpentes venenosas de luxúria, orgulho e pecado se achegam até eles. Então, o SENHOR mandou entre o povo serpentes abrasadoras, que mordiam o povo; e morreram muitos do povo de Israel. Números 21:6.

Essa desobediência e presunção dos homens ao Senhor e a Sua Palavra os irão conduzir ao pecado e sofrimento. Rebeldes contra Deus estão aptos a tornar-se cada vez pior. As modas e maneiras do mundo pensar conduzem os homens aos vícios e crimes. Se desejarmos os frutos do Egito, em breve sentiremos as serpentes do Egito! A conseqüência natural de tornar-se contra Deus como serpentes, é encontrar serpentes surpreendendo nosso caminho. Se abandonarmos o Senhor, Sua Palavra e a comunhão do corpo, certamente as tentações irão nos espreitar e o pecado nos picará. Observem cuidadosamente que aquelas pessoas para quem a serpente foi erguida já haviam sido picados pelas serpentes. O Senhor mandou serpentes venenosas, mas não foram às serpentes no meio deles que envolveu o erguimento da serpente de bronze, foi o fato de elas terem envenenado o povo, o que exigiu a provisão de um remédio: Disse o SENHOR a Moisés: Faze uma serpente abrasadora, põe-na sobre uma haste, e será que todo mordido que a mirar viverá. Números 21:8.

As únicas pessoas que olharam e provaram do benefício dessa maravilhosa cura levantada no meio do acampamento foram as que haviam sido picadas pelas víboras. A noção comum é que a salvação é para as pessoas boas, as que lutam contra as tentações e para os que estão espiritualmente sadios. Mas como é diferente da Palavra de Deus! O remédio de Deus é para os doentes e Sua cura é para os necessitados! A Graça de Deus, através da Expiação de nosso Senhor Jesus Cristo, é para quem é real e seriamente culpado. Não pregamos uma salvação sentimental, de uma culpa inconcebível, mas perdão real e verdadeiro para ofensas reais! Não estou nem ai para falsos pecadores. O que são os falsos pecadores? São aqueles que nunca fizeram nada de errado e acham que com isso Deus os aceitará. Jesus veio buscar perdido. Mas tem muita gente que são tão boas que estão sempre certas, e por isso acham que Deus tem o dever de salvá-las, pois Ele estará fazendo um favor a Si mesmo. Todos nós fomos picados por essa maldita serpente lá no Éden, foi por isso mesmo que Deus providenciou um antídoto eficiente e eficaz. Salmos 107:20 Enviou-lhes a sua palavra, e os sarou, e os livrou do que lhes era mortal.

A serpente de bronze era um remédio para os que haviam sido picados. O veneno da serpente é destrutivo. Ele aquece e inflama o sangue em cada veia que se torna um rio em ebulição, crescendo com aflição. Em algumas pessoas este veneno de víboras que chamamos de pecado inflamou suas mentes. Eles estão sem descanso, descontentes e cheios de medo e angústias. Uma pessoa que morre sem ser curada deste veneno terrível experimentará o sofrimento sem fim, para qual a Escritura descreve quando os perdidos são jogados em profunda treva. Vejamos o que nos diz o profeta maior. Isaías 66:24 Eles sairão e verão os cadáveres dos homens que prevaricaram contra mim; porque o seu verme nunca morrerá, nem o seu fogo se apagará; e eles serão um horror para toda a carne.

Nosso Senhor Jesus nos fala dos condenados que irão para o juízo eterno, onde haverá choro, gemidos e ranger de dentes. Não devemos ter nenhuma dúvida quanto a isso! Mas os que dizem duvidar disso são os que temem que isso seja para eles, pois eles sabem que irão para a eterna desgraça, então, eles fecham os olhos para fingir não ver sua inevitável maldição. Todos eles foram picados pelo veneno da serpente, e foi uma picada mortal, cujos rostos pálidos a morte já colocou o seu selo. Irmãos, para os homens que foram picados por essa serpente brilhante do pecado, Jesus é erguido numa cruz à semelhança da serpente de bronze. João 3:14-15 E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do Homem seja levantado, para que todo o que nele crê tenha a vida eterna.

Devemos considerar que o único remédio provido para uma pessoa envenenada pelo pecado é Cristo e este crucificado. Ele é puramente de origem divina e é claro que sua invenção e o poder que tinha nele era inteiramente de Deus. Homens prescreveram muitos remédios, cozeduras e operações para a picada da serpente, mas nenhum foi totalmente eficaz. O Único que pode salvar o pecador totalmente é Cristo. Leiamos Hebreus 7:25: Por isso, também pode salvar totalmente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles. O Senhor Jesus matou a serpente com o seu próprio veneno, porque “o salário do pecado é a morte”, e Jesus morreu a nossa morte quando nos atraiu a Si naquela cruz, para nos fazer morrer em Seu corpo.

Ele veio debaixo da Lei e o pecado o fora imputado, então Ele veio debaixo da ira e maldição de Deus pelos nossos pecados. Em Jesus Cristo, se você olhar para a cruz verá que o pecado está morto e pendurado como uma serpente morta, também ali a morte é eliminada, destruída. Pelo aparecimento de nosso Salvador Cristo Jesus, o qual não só destruiu a morte, como trouxe à luz a vida e a imortalidade, mediante o evangelho, 2 Timóteo 1:10b.

Assim essas serpentes são penduradas como espetáculo para todos os espectadores, todas mortas pelo agonizante Senhor. O pecado, a maldição e a morte são, agora, como serpentes mortas! Aleluia!

No Amor de Jesus,
Pr. Humberto Freire






Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget