sábado, 10 de julho de 2010

CORAGEM DE SER DEPENDENTE

“ ENTÃO chegaram todos os capitães dos exércitos, e Joanã, filho de Careá, e Jezanias, filho de Hosaías, e todo o povo, desde o menor até ao maior,
E disseram a Jeremias, o profeta: Aceita agora a nossa súplica diante de ti, e roga ao SENHOR teu Deus, por nós e por todo este remanescente; porque de muitos restamos uns poucos, como nos vêem os teus olhos;

Para que o SENHOR teu Deus nos ensine o caminho por onde havemos de andar e aquilo que havemos de fazer “ Jeremias 42:1-3


Salomão não pediu apenas misericórdia, mas também orou por sabedoria.

Enfrentemos os fatos, a vida é repleta de escolhas, e algumas não são totalmente definidas.
Apesar de a Bíblia ser clara acerca de determinados princípios, existem muitas questões que não são discutidas em pormenores.

Mas, uma coisa é certa – DEUS tem uma resposta para cada problema que enfrentamos, e ela nos é revelada quando oramos com a simplicidade de uma criança.

Hoje a súplica por orientação é quase uma arte perdida.
Temos a tendência de ir fazendo o que imaginamos ser o melhor e depois pedimos a DEUS que abençoe essa ação.
Temos uma lição a aprender com os líderes de Israel que se aproximaram do profeta Jeremias em meio a uma crise militar e política .
O pedido dos líderes foi simples: “Ore rogando ao SENHOR que nos diga para onde devemos ir e o que devemos fazer…” Jr 42:3.

O plano de DEUS PARA A NOSSA VIDA ABRANGE “PARA ONDE” DEVEMOS IR E “O QUE” DEVEMOS FAZER.
Aguardar a orientação divina nunca é tempo perdido.
Ao orarmos, aprendemos que “menos’ quase sempre é “mais” quando o SENHOR guia nossos passos.

“Mas eu não passo de um jovem e não sei o que fazer” 1 Rs 3:7
A convicção de Salomão a respeito de sua incapacidade foi exatamente o que o qualificou para receber o auxílio de DEUS.
Seu espírito humilde ajudou a abrir as portas dos tesouros do céu.

O mesmo se aplica a nós, se confiarmos em nossa própria capacidade, receberemos pouca ajuda de DEUS.
Não caia na esparrela de pensar que devemos tomar as rédeas da nossa vida autonomamente, que devemos nos lançar a ação sempre.
Poucas coisas na vida exigem maior coragem do que a espera da orientação de DEUS, a maior ousadia é viver na dependência DELE e não na crendice de que sabemos agir por nossa própria conta e experiência.

Seja corajoso (a), dependa de Deus, busque a sua orientação e direção para cada passo na sua vida.

No Amor de Jesus,
Pr. Humberto Freire



Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget