domingo, 14 de fevereiro de 2010

VALORES NA RELAÇÃO ENTRE PAIS E FILHOS

Nos dias de hoje como estão os
Valores na relação entre pais e filhos ?

No dias atuais, a convivência entre os filhos e os pais passam por inúmeras situações que podem levar a conflitos que abalam a confiança e o apoio da família diante de outras influencias que surgem no cotidiano.
Este assunto nos dias de hoje se torna muito polemico e sempre é tempo de reflexão, pois a virada do século nos impõe um divisor de águas, fazendo nos decidirmos o que deixamos para o século passado e o que levamos para o século futuro.
Nas ultimas quatro décadas, o mundo mudou muito.
As mulheres foram para o mercado de trabalho, e passaram a valorizar a própria carreira.
Os casamentos deixaram de ser duradouros e muito frequentemente as crianças convivem alem de com os pais de sangue, com pais e mães e irmãos postiços.
Os parques, praças e ruas tornaram-se perigosos, estimulando o confinamento das crianças no restrito espaços de condomínios.
Os valores materiais ganharam maior ênfase e muitas vezes são usados para compensar o pouco tempo de pais ansiosos por crescer profissionalmente ou simplesmente manter a carreira.
O rigor excessivo na educação começou a ser substituído pela permissividade, independente de ser bom ou ruim, a combinação de vários desses fatores tem gerado desajustes que afetam famílias, escolas e sociedade.
Discutir valores significa que os pais como educadores, não podem se esquivar desse debate, porque não se educa a não ser a partir da adoção de valores : que filhos queremos formar ?.
É a clara consciência dos princípios que defendemos a base do trabalho de um educador.
Vivemos em uma sociedade de mercado, sob o domínio de um consumismo e competição exacerbados.
Tem sido comum encontrar famílias mergulhadas nesse contexto sem ter a consciência critica de suas implicações.
O sucesso material, a qualquer custo e por quaisquer meios, é supervalorizado e nem sempre precedido de um esforçado caminho de estudo.
O resultado é que a criança percebe isso e passa a testar cada vez mais os pais.
Estes por sua vez, cedem e abrem mão de sua autoridade.
Os efeitos colaterais dessa conturbada relação entre pais e filhos são dolorosos.
Os dados vergonhosos do fracasso e evasão escolar não nos deixam mentir.
É tempo de acreditar que é na alegria que se aprende.
Os sucesso está entre as famílias que vivem climas agradáveis de incentivo e motivação em uma dinâmica que costumo dizer “ VALORES” e “SABEDORIA”, onde cada um é mediador de suas ações.
Deus alertou a humanidade sobre todas estas questões, dizendo em Sua Palavra, que com a evolução a dores aumentariam, e que a família se perderia, mas pela sua Graça e Misericordia, Ele também nos deu a solução :
“ Eis que eu vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o grande e terrível dia do SENHOR; E ele converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais; para que eu não venha, e fira a terra com maldição “ Malaquias 4:5-6.
Precisamos resgatar essa PATERNIDADE, revendo valores, sistema de vida, e uma mudança de atitude e comportamento para nos convertermos aos nossos filhos o nosso CORAÇÃO, e assim o deles também se convertarão aos pais.
Começe hoje, enquanto dá tempo !.

No amor de Jesus,

Pr. Humberto Freire



Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget