segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

AS FERRAMENTAS DO CARPINTEIRO


“ Porque nós somos cooperadores de Deus “
1 Co 3:9
As ferramentas da oficina de carpintaria estavam conversando.
O Martelo acabava de ser informado que deveria ir embora por ser muito barulhento.
Então disse: se tenho de deixar a carpintaria, a Chave de Fenda também tem de ir, é tão insignificante que ninguem vai notar a sua ausência.
A pequena Chave de Fenda se levantou e disse : Está bem, mas o Parafuso também tem de partir, é preciso dar voltas e mais voltas para coloca-lo no lugar.
Foi a vez do parafuso opinar: se querem, eu vou, mas a Plaina tem de sair, todo o trabalho dela é superficial, não há profundidade no que faz.
Ao que a Plaina replicou: está bem, mas o Metro também deve partir, porque sempre está medindo tudo, como se só ele estivesse correto.
O Metro, por sua vez, reclamou da Lixa: não me importo de ir embora, desde que a Lixa também vá, ela é mais áspera do que devia e sempre está raspando demais.
No meio da discussão, entrou o carpinteiro.
Aproximou-se da bancada para fazer uma mesa, e usou cada uma das ferramentas : o Metro, o Martelo, a Lixa, a Plaina, a Chave de Fenda, o Parafuso e outras.
Depois de ter acabado o trabalho do dia, o Serrote se levantou e disse: Amigos, percebi que todos nós somos úteis para realizar um bom trabalho !.
Todas as acusações contra as ferramentas estavam certas, contudo, o carpinteiro utilizou cada ferramenta de acordo com a finalidade para a qual fora criada.
Essa fábula ilustra como todos os crentes são úteis de uma ou de outra maneira para a obra de Deus.
O carpinteiro não deixa de usar nenhuma de Suas ferramentas.
Fomos criados para servir a Deus e aos outros com nossas habilidades e talentos.
Concentremos nossos esforços nisso e não julguemos os demais !.

Pense Nisso,

No Amor de Jesus,

Pr. Humberto Freire


Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget