quarta-feira, 12 de agosto de 2009

PAI - Doces Lembranças

Pai: homem que gerou um ou mais filhos em relação a estes; genitor; homem colocado no primeiro grau da linha ascendente de parentesco. Esse é o verdadeiro significado da palavra no dicionário. Ser pai vai além do significado que o dicionário traz. Ser pai é alguém que ajudou gerar, é aquele que participa da vida dos filhos, enteados, sobrinhos, afilhados. Aliás, existem homens que nunca geraram um só filho biológico, mas que são fantásticos no papel de tios para àqueles que não têm pais, verdadeiros amigos tidos como pais, avós que amam como pais, pessoas que exercem com bravura, grandeza e hombridade o papel de pai e mãe muitas vezes. Quando criança, era muito legal imitá-lo em nossas brincadeiras. Lembrar que o papai estava sempre presente na nossa meninice; nossos medos se tornavam tão pequenos quando ele nos afagava em seu colo tão grande. Nossa! Ele transmitia tanta segurança para nós – sempre foi o nosso super herói! Quando os meninos colocavam seus chapéus e sapatos, que engraçado! Hoje ao lembrar essas coisas, ai, ai... que gostoso ter um pai! Saber que aquele tio cuidou de mim; meu vovô ... que delícia! Na fase de adolescente, alguns pais parecem ficar distantes e se tornam nossos arqui-inimigos, mas é uma tolice pensar assim; as broncas e os castigos são apenas para moldar o nosso caráter, é zelo pela nossa vida tão frágil. Quando atingimos a maior idade e refletimos um pouco mais, podemos ver que somos homens e mulheres e que crescemos graças à ajuda, suor, oração e preocupação desses pais, que ora eram homens valentes, ora apenas homens frágeis que também precisavam de atenção, carinho e afeto. Às vezes diziam não, mas queriam dizer sim; eles estavam apenas reproduzindo o exemplo que tiveram, que muitas vezes não foi o melhor, afinal, esses homens acertam e erram conosco, assim como nós também acertamos e erramos com eles. Ser pai é uma dádiva, gerar filhos é dom de Deus, um presente – mas educar, estar junto, isso é disciplina, é pagar o preço! Por isso, filhos, deem tempo a seus pais e procurem entendê-los nas suas falhas, pois eles querem apenas acertar. Pais, não trabalhem tanto, aproveitem seus filhos, brinquem com eles, rolem na grama, tomem banho de chuva, andem de bicicleta, brinquem de soltar pipa e até de bonecas com suas filhinhas. Ouçam seus filhos e filhas adolescentes e lembrem-se que vocês já passaram por essa fase também, que é apenas um período de transição e de mudanças. Vai passar. Glória a Deus! E mesmo você que se julga um pai não tão bom, nem tão adequado para seus filhos, ainda é tempo de mudar. Busque em Deus a motivação e o exemplo de sabedoria e amor. E você que não teve um bom exemplo de pai, saiba que Deus é o seu Pai Celestial e suprirá tudo aquilo que ficou perdido ou abafado. Receba o amor Dele e deixe que Ele seja o seu doce Papai.
"Serei vosso pai, e vós sereis para mim filhos e filhas." II Coríntios 6.18

Pr. Humberto Freire

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget